5 curiosidades sobre cabos submarinos que você ainda não sabia

Categories:

18 Jul 2019

5 curiosidades sobre cabos submarinos que você ainda não sabia

Em um mundo cada vez mais conectado, os cabos submarinos têm papel fundamental na transmissão de energia e conexão. São milhares de quilômetros de cabos e repetidores atravessando mares e conectando o planeta. 

Instalados a centenas de metros abaixo do nível do mar, esses cabos são quilométricos, ultrarresistentes e confeccionados com materiais tecnológicos e inovadores que que permitem o tráfego de dados de forma rápida e eficaz. 

Mas nem sempre foi assim.  

Confira abaixo 5 curiosidades sobre os cabos submarinos que mostram toda a sua evolução ao longo dos anos. 

 
 

#1 Desde o século 19 

Embora haja divergências, estudos indicam que as primeiras conexões foram registradas na década de 1850, poucos depois da invenção do telégrafo, em 1837. O primeiro cabo foi lançado ao mar em 1858 e ligava a Inglaterra com a América do Norte. 

 
 

#2 O maior cabo submarino do mundo 

Atualmente, o maior cabo óptico submarino do mundo em extensão é o SEA-ME-WE 3, que mede 38 mil quilômetros e interliga 32 países do Sudeste Asiático, do Oriente Médio e da Europa, e passa por quatro continentes.  

 
 

#3 Qual o único continente que não está conectado por cabos submarinos? 

Sabia que a Antártida é o único continente que não está conectado por cabos submarinos? Isso acontece por conta dos movimentos das placas de gelo, que chegam até 10 metros de deslocamento por ano. Por conta disso, as estações na Antártica produzem mais dados do que podem transmitir para o espaço. 

 
 

#4 Quem é o maior responsável pelas falhas em cabos submarinos? 

Ao contrário do que se pensa, os tubarões não são os responsáveis pela maioria das falhas em cabos submarinos, mas sim os próprios humanos. Atividades de pesca e ancoragem feitas por humanos foram responsáveis pela maioria das instabilidades registradas em cabos submarinos nos últimos anos. 

 
 

#5 Quantos cabos existem debaixo do oceano? 

Um levantamento feito pela TeleGeography registra 360 cabos espalhados pelo planeta. Alguns cruzam oceanos e outros seguem o litoral de vários países. No total, os cabos de fibra ótica ultrapassam 800 mil quilômetros. 

 
 

Cabos submarinos com qualidade comprovada 

Como vimos, os cabos submarinos estão sujeitos aos mais diversos tipos de danos, que vão desde intempéries até acidentes com animais marinhos e embarcações. 

Por este motivo, Prysmian Group fornece cabos submarinos com qualidade atestada e comprovada. 

Nosso portfólio inclui sistemas de cabos CA e CC para transmissão de energia para conexões submarinas que oferecem os mais altos padrões de segurança e confiabilidade. 

Além disso, combinamos recursos de monitoramento de alta tecnologia com serviços de manutenção preventiva. Desta forma, é possível fazer o gerenciamento efetivo dos sistemas de cabos submarinos, que vai desde a detecção de problemas até a recuperação de danos, reduzindo drasticamente o tempo de inatividade e os custos com troca e manutenção. 

Nossos três navios de instalação de cabos submarinos – Giulio Verne, Cable Enterprise e Ulisses – são os mais modernos do mundo e têm capacidade de instalação em águas com até 3 mil metros de profundidade, bem como em águas rasas e perto da costa. 

Temos ampla experiência nessa área e oferecemos soluções pioneiras para realizar as conexões submarinas que nossos clientes exigem. 

Saiba mais sobre nossos cabos submarinos acessando nosso catálogo de produtos on-line. 

 

Gostou de saber sobre essas curiosidades? Então acompanhe nosso site e curta Prysmian nas redes sociais para acompanhar as próximas!